domingo, 30 de novembro de 2014

Barrichello conquista título da Stock Car e é campeão após 23 anos

Rubens Barrichello terminou a corrida de Curitiba da Stock Car na terceira posição, neste domingo (30), e se consagrou campeão da temporada 2014 da principal categoria de carros de turismo do Brasil. A prova foi vencida por Daniel Serra.
O último título conquistado por Rubinho havia sido em 1991, quando superou David Coulthard e Gil de Ferran para ser campeão da Fórmula 3 Inglesa, um dos principais campeonatos de base do automobilismo.
Rubinho começou a corrida competindo com outros sete concorrentes ao título - Átila Abreu, Thiago Camilo, Júlio Campos, Antonio Pizzonia, Sérgio Jimenez, Cacá Bueno e Allam Khodair -, precisando apenas de um quarto lugar para levar o título.
Saindo da pole, Barrichello defendeu a posição na largada, ameaçada por Daniel Serra, mas acabou saindo da pista nas primeiras voltas em uma curva que também vitimou outros pilotos - entre eles Thiago Camilo, um dos postulantes ao título, que precisou abandonar a prova. Nessa altura, Sérgio Jimenez e Júlio Campos, outros que estavam na briga, também tiveram problemas e ficaram em situação difícil.
Em quarto lugar na prova, Barrichello passou a focar em Átila Abreu, que estava em segundo e era o mais próximo adversário do piloto pela taça. Serra liderava e Khodair, com chances remotas de título, estava em terceiro.
Faltando cerca de 16 minutos (de 40 previstos) para o fim da prova, Barrichello foi para o boxe trocar os pneus, e Átila seguiu na pista. Algumas voltas depois, ele também seguiu para o boxe e voltou brigando pela ponta com Serra, com Rubinho em terceiro.
Serra confirmou a vitória, com Átila em segundo e Rubinho garantindo o título com o terceiro lugar.
Trajetória
Depois de ganhar a F3 Inglesa em 1991, Rubinho seguiu para a Fórmula 3000 no ano seguinte, terminando em terceiro no campeonato que teve o italiano Luca Badoer como campeão.
Em 1993, Rubinho começou sua longa trajetória na Fórmula 1, que durou 19 temporadas. Ele correu por Jordan, Stewart, Ferrari, Honda, Brawn e Williams, onde encerrou a carreira no fim de 2011, com 11 vitórias e dois vice-campeonatos - em 2002 e 2004, pela Ferrari - como melhor resultado.
Sua primeira vitória na categoria demorou para acontecer - apenas em 2000, na sua oitava temporada - e ocorreu de forma dramática. Com problemas, ele largou em 18º no GP da Alemanha, mas se aproveitou da chuva e da corrida repleta de contratempos para vencer pela primeira vez, com a Ferrari.
Depois de deixar a F1, ele seguiu em 2012 para a Fórmula Indy, onde não obteve sucesso. Rubinho chegou à Stock Car no ano passado, quando terminou o campeonato na oitava posição, com um pódio e uma pole position como destaques.
No campeonato de 2014, Barrichello deslanchou a partir da quinta corrida; depois disso, deixou de pontuar em apenas uma prova. Sua primeira vitória ocorreu na Corrida do Milhão, em Goiânia, que lhe rendeu o prêmio de R$ 1 milhão. Ele também venceu a prova seguinte, a nona do ano, em Cascavel, e se aproximou da liderança do campeonato, até então ocupada por Átila Abreu.
Regular, Rubinho seguiu pontuando entre os primeiros e assumiu a ponta depois da primeira corrida em Tarumã, a 17ª do ano (de 21), no início de novembro.