sábado, 20 de dezembro de 2014

Dupla de topless usa boneco de Bolsonaro para protestar no Rio


Ativistas pedem a cassação do deputado após declaração sobre estupro.
Ato convocava manifestantes a 'cortarem o pênis' de Bolsonaro.

Gabriel Barreira Do G1 Rio
Ativista corta pênis de boneco de Bolsonaro (Foto: Gabriel Barreira / G1)Ativista corta pênis de boneco de Bolsonaro (Foto: Gabriel Barreira / G1)
O deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) foi alvo de um protesto nesta sexta-feira (19), na Praia de Copacabana, em resposta a suas declarações polêmicas no início do mês, quando ele afirmou que "não estupraria" a ex-ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, porque ela "não merece". Por conta da declaração, o MPF denunciou o parlamentar considerando que ele incitou a prática da violência sexual.
O ato idealizado pelo grupo Bastardxs convocava os manifestantes a "cortarem o pênis" de um boneco que simbolizava Bolsonaro. O grupo ressaltou, no entanto, que a crítica ao parlamentar não envolve violência. As ativistas carregavam faixas e cartazes ironizando o deputado.

O gabinete do deputado Jair Bolsonaro afirmou que ele é não é favorável a estupros. Seus assessoes disseram ainda que o parlamentar foi ofendido primeiro, no episódio com a deputada Maria do Rosário (PT-RS), e que sua resposta foi em tom de "chacota".
Ativistas protestam contra Bolsonaro na orla do Rio (Foto: Gabriel Barreira / G1)Ativistas protestam contra Bolsonaro na orla do Rio (Foto: Gabriel Barreira / G1)

Ativistas pedem a cassação do deputado após declaração sobre estupro.
Ato convocava manifestantes a 'cortarem o pênis' de Bolsonaro.

Gabriel Barreira Do G1 Rio
Ativista corta pênis de boneco de Bolsonaro (Foto: Gabriel Barreira / G1)Ativista corta pênis de boneco de Bolsonaro (Foto: Gabriel Barreira / G1)
O deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) foi alvo de um protesto nesta sexta-feira (19), na Praia de Copacabana, em resposta a suas declarações polêmicas no início do mês, quando ele afirmou que "não estupraria" a ex-ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, porque ela "não merece". Por conta da declaração, o MPF denunciou o parlamentar considerando que ele incitou a prática da violência sexual.
O ato idealizado pelo grupo Bastardxs convocava os manifestantes a "cortarem o pênis" de um boneco que simbolizava Bolsonaro. O grupo ressaltou, no entanto, que a crítica ao parlamentar não envolve violência. As ativistas carregavam faixas e cartazes ironizando o deputado.

O gabinete do deputado Jair Bolsonaro afirmou que ele é não é favorável a estupros. Seus assessoes disseram ainda que o parlamentar foi ofendido primeiro, no episódio com a deputada Maria do Rosário (PT-RS), e que sua resposta foi em tom de "chacota".
Ativistas protestam contra Bolsonaro na orla do Rio (Foto: Gabriel Barreira / G1)Ativistas protestam contra Bolsonaro na orla do Rio (Foto: Gabriel Barreira / G1)