domingo, 7 de dezembro de 2014

Três pessoas ficam feridas após queda de helicóptero no Paraná

Acidente aconteceu por volta das 13h30 em Terra Boa, no noroeste do PR.
Aeronave levantava voo quando caiu de quase 10 metros de altura.

  G1 
Helicóptero estava com o Certificado de Aeronavegabilidade vencido desde setembro de 2012 (Foto: Rodrigo Galo/ Arquivo Pessoal)Helicóptero estava com o Certificado de Aeronavegabilidade vencido desde setembro de 2012 (Foto: Rodrigo Galo/ Arquivo Pessoal)
Três pessoas ficaram feridas após um helicóptero cair por volta das 13h30 deste domingo (7), em Terra Boa, no noroeste do Paraná. Segundo a Polícia Militar (PM), a aeronave levantava voo, para fazer um passeio panorâmico, quando ocorreu uma pane mecânica e caiu. Conforme a polícia, o helicóptero estava a aproximadamente 10 metros de altura quando ocorreu a pane. Ao todo, quatro pessoas estavam na aeronave. Após o acidente, o piloto fugiu sem prestar socorro às vítimas.

Dois homens de 48 e 44 anos e uma criança de nove anos eram passageiras do helicóptero. Os três foram levados para o Hospital Municipal São Judas Tadeu, em Terra Boa, com ferimentos leves. O homem de 48 anos e a criança foram liberados após o atendimento. Já a vítima de 44 anos, pai da criança, foi transferido para um hospital de Campo Mourão, no centro-oeste, com suspeita de fratura na clavícula.
 

Neste domingo, os moradores do município estavam reunidos no Parque de Exposição em um almoço preparado para a 4ª Festa das Nações.  Conforme a polícia, perto das 13h, um helicóptero sobrevoou a festa e pousou ao lado do Parque. Pouco tempo depois, ocorreu o acidente. A aeronave caiu no pátio do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) com as hélices viradas para baixo.

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o helicóptero, fabricado para transportar apenas três pessoas, estava com o Certificado de Aeronavegabilidade (CA) cancelado. O documento venceu no dia 5 de setembro de 2012 e a Inspeção Anual de Manutenção (IAM) estava vencida desde 16 de dezembro de 2010.

Segundo o prefeito Valter Peres (PDT), a organização da festa não contratou nenhum serviço aéreo para o evento. “Nós não contratamos nenhuma empresa para realizar voos panorâmicos durante a festa. Para nós foi uma surpresa quando vimos esse helicóptero chegando à cidade”, argumenta o prefeito. “Infelizmente não temos como controlar o espaço aéreo”, acrescenta.

Acidente em agosto
Em agosto deste ano, cinco pessoas ficaram feridas na queda de um helicóptero em Candói, na região central do Paraná. A aeronave fazia um voo panorâmico com visitantes e caiu de uma altura de aproximadamente 15 metros. O helicóptero estava em situação irregular, conforme aponta o Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB) da Anac. A Inspeção Anual de Manutenção (IAM) e o Certificado de Aeronavegabilidade (CA) estavam vencidos, ambos há mais de um ano.

Na queda, três pessoas, entre elas uma crianças, sofreram ferimentos leves (Foto: Luciney Molina Marques/ Arquivo Pessoal)Na queda, três pessoas, entre elas uma crianças, sofreram ferimentos leves (Foto: Luciney Molina Marques/ Arquivo Pessoal)
De acordo com a Polícia Militar, após levantar voo aeronave teve uma pane mecânica (Foto: Luciney Molina Marques/ Arquivo Pessoal)De acordo com a Polícia Militar, após levantar voo aeronave teve uma pane mecânica (Foto: Luciney Molina Marques/ Arquivo Pessoal)