sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Filho de Jackie Chan é condenado a 6 meses de prisão por caso com drogas

O ator e cantor Jaycee Chan, filho de Jackie Chan, em foto de 14 de junho de 2010 (Foto: Vincent Yu/AP/Arquivo)Julgamento ocorreu em um tribunal do distrito de Dongcheng, em Pequim.
Ele foi detido em 14 de agosto com maconha em um local de massagens.

 G1
O ator e cantor Jaycee Chan, filho de Jackie Chan,
em foto de 14 de junho de 2010
(Foto: Vincent Yu/AP/Arquivo)
Jaycee Chan, filho do famoso ator Jackie Chan, foi condenado a seis meses de prisão nesta sexta-feira (9) por crimes relacionados a drogas após julgamento em um tribunal do distrito de Dongcheng, em Pequim, segundo informações da rede norte-americana CNN.
Ele foi considerado culpado por 'proporcionar um espaço para o consumo de droga', um crime que na China pode gerar uma pena de até três anos de prisão. Jaycee se declarou culpado por "abrigar outras pessoas para uso de drogas".

Prisão
Jaycee Chan e o ator taiuanês Kai Ko Cheng-tung foram detidos em 14 de agosto em Pequim por consumo de drogas em um local de massagens.

A polícia encontrou mais de 100 gramas de maconha na casa do filho do ator, famoso por suas interpretações de personagens especialistas em artes marciais. Kai Ko, de 23 anos, foi liberado no final de agosto enquanto Jaycee Chan, de 32, continua detido.
No final de agosto, Jackie Chan pediu desculpas publicamente pela atitude de seu filho, assegurando que se sentia muito envergonhado e responsável por "não tê-lo educado bem". "Estou muito zangado e surpreendido pelo o que meu filho fez", disse em sua conta do Weibo.
Chan, popular por seus papéis em filmes de ação e artes marciais, pediu na mesma mensagem que seu filho "assuma a responsabilidade por suas más ações", embora disse que "como seu pai, quero enfrentar o futuro contigo". O ator, de 60 anos, protagonizou em 2009 uma campanha do governo chinês para a luta contra a toxicomania.
A detenção e o julgamento se emolduram dentro de uma campanha contra o consumo de drogas em grandes cidades chinesas como Pequim, que acabou com a detenção de milhares de pessoas, entre elas grandes celebridades como atores, cantores e diretores de cinema.