domingo, 27 de setembro de 2015

Em evento em São Paulo, Marta Suplicy se filia ao PMDB

O vice-presidente do Brasil, Michel Temer e a senadora, Marta Suplicy, durante ato de filiação ao PMDB no Teatro Tuca em São Paulo, SP, na manhã deste sábado (26). 26/09/2015 - Foto:  (Foto: Leonardo Benassatto/Futura Press/Estadão Conteúdo)

Senadora disse que Temer poderá contar com ela para "reunificar o país".
Saída do PT ocorreu no mês de abril, após 33 anos de atuação na legenda.

Roney Domingos Do G1, em São Paulo
Depois de 33 anos no PT, a ex-prefeita de São Paulo e senadora Marta Suplicy oficializou neste sábado (26), na capital paulista, a sua filiação ao PMDB.

O evento, realizado no Tuca, um dos símbolos da resistência ao regime militar, reuniu nomes como o presidente em exercício, Michel Temer, o presidente do Senado, Renan Calheiros, e o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha.

Cunha foi aplaudido quando defendeu que o PMDB tenha candidatura própria à Presidência da República em 2018.

"O PMDB tem de ter candidato a presidente da República. Não podemos mais ir a reboque de quem quer que seja. Time que não joga não tem torcida. Chega de usar o PMDB apenas como parte de um processo para dar cobertura congressual para aquilo que a gente não participou. (...) Que o PMDB siga seu exemplo, vamos largar o PT", disse a Marta.

Também participaram do evento o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, o ministro Aldo Rebelo (Ciência e Tecnologia), senadores e deputados do PMDB e do PCdoB.

Vice-presidente Michel Temer e a senadora Marta Suplicy durante ato de filiação ao PMDB no Teatro Tuca (Foto: Leonardo Benassatto/Futura Press/Estadão Conteúdo)