terça-feira, 6 de outubro de 2015

- Foi um tiro de covardia", diz PM sobre latrocínio de aposentado em Mossoró



O marceneiro aposentado, Elesbão Gurgel, de 62 anos, foi morto a tiros durante assalto na tarde desta segunda-feira (05), na rua Sebastião Gurgel, no bairro Abolição I, zona oeste de Mossoró.
De acordo com a Polícia Militar, foram disparados 3 disparos, sendo que um deles nas costas do aposentado. “Foi um tiro de covardia”, afirma o sargento Dayan, que mora em frente ao local do latrocínio.
Opolicial explicou que a vítima estava numa moto Honda preta, placa OJZ-2183, Mossoró, conduzindo uma mulher para deixa-la na rua que foi abordado pelo assaltante, que chegou a pé e efetuou dois disparos.
“A testemunha contou que o cara pediu a moto e já deu logo dois tiros na vítima, sem nenhuma reação da vítima, aí ele pediu o alarme, e ele disse que não tinha, em seguida, mandou eles correrem”, informa.
“A mulher foi e entrou em uma residência, e quando entrou escutou o terceiro disparo que foi fatal, tirando a vida do cidadão”, afirma o sargento, que é da Polícia de Trânsito e tão logo o Instituto Técnico-científico de Policia (ITEP) chegou para remover o corpo, coletou os documentos e inicou as buscas ao veículo.
Sobre a possibilidade de reação da vítima no momento do assalto, o PM explicou que a testemunha disse que ele não reagiu, “ele pediu a moto e ele entregou, se não teria tido luta corporal”, afirma.
A motor foi apreendida no início da noite perto do local. Estava abandonada. A delegada Liana Aragão, da Delegacia de Homicídios de Mossoró esteve pessoalmente no local, fazendo os primeiros levantamentos. Ela tomou o depoimento da irmã da vítima, que afirmou que ele estava indo para uma propriedade rural da família.
Durante a perícia, os técnicos do ITEP retiraram um pacote de cédulas de cem reais do bolso da frente e no outro bolso estava a carteira da vítima, com mais dinheiro e documentos pessoais e da moto. "Se era para assaltar, certamente o assaltante não percebeu que ele estava com este dinheiro", explica.