domingo, 15 de novembro de 2015

Holly Holm nocauteia Ronda com chute na cabeça e leva título do UFC

Desafiante ao cinturão peso-galo do Ultimate surpreende e toma o título de "Rowdy" com vitória aos 59s do segundo round, na luta principal do UFC 193, na Austrália

Por Melbourne, AUS
Holly Holm Ronda Rousey MMA UFC 193 (Foto: Paul Crock/AFP/Getty Images)
Holly Holm escreveu seu nome na história do MMA, neste sábado, no UFC 193, na Austrália. Discreta, a atleta fez seu trabalho durante a semana sem alarde e foi de "zebra" a campeã do peso-galo ao nocautear Ronda Rousey com um chute na cabeça aos 59s do segundo round. A potência do golpe derrubou "Rowdy", cuja fama de imbatível vinha crescendo à medida que despachava com facilidade suas adversárias. A invencibilidade da judoca foi pulverizada pela multicampeã de boxe, responsável por interromper um reinado que parecia não ter prazo de validade.


Holly Holm desfere o chute que definiu a vitória surpreendente sobre Ronda Rousey (Foto: Paul Crock/AFP/Getty Images)

Atônita após a vitória, Holm encontrava dificuldades para encontrar palavras que pudessem descrever o tamanho da proeza que acabara de conseguir.
- Eu não sei, estou tentando absorver isso, mas é muita loucura. Eu cheguei aqui e recebi tanto amor e carinho, que não poderia fazer nada além de retribuir.
Estrela do Ultimate e fenômeno de mídia , Ronda Rousey perdeu pela primeira vez no MMA após domínio no Strikeforce e no UFC, onde debutou faturando o título, em fevereiro de 2013. Atleta premiada no boxe, Holm - que somava duas vitórias sem brilho no Ultimate - segue sem saber o que é derrota nas artes marciais mistas e, agora, acumula dez triunfos.
A luta
Holly Holm no UFC 193 (Foto: Getty Images)Holly Holm celebra a vitória no UFC 193 (Foto: Getty Images)
O clima de animosidade visto na pesagem fez Ronda Rousey entrar no octógono à caça de Holly Holm, perseguindo a adversária por todos os cantos, demonstrando ímpeto ofensivo e pitadas de afobação, que resultaram em dois cruzados em seu rosto. Especialista em jiu-jítsu, "Rowdy" conseguiu levar o duelo para sua zona de conforto, o chão. Atacou em sua especialidade, a chave de braço, arma que costuma utilizar para finalizar as rivais, mas foi frustrada pela oponente, que se levantou.

Na trocação, Holm conseguia atingir a compatriota por meio de golpes limpos e ainda a derrubou. Pela primeira vez no UFC, Ronda ia ao intervalo com o rosto vermelho, marcado, e com ares de frustração por ver que seus ataques não surtiam efeito. O obstáculo à sua frente era maior do que poderia imaginar.
Ronda Rousey no UFC 193 (Foto: Getty Images)Acostumada a vencer, Ronda Rousey sentiu o amargo sabor da derrota pela primeira vez no MMA (Foto: Getty Images)



No segundo round, Holm conectou um forte direto, que, mais uma vez, entrou limpo. A afobação de Ronda ficava cada vez mais nítida. Ela queria resolver a situação, mas parecia perdida. Ronda tentou agarrar-se à Holm, a desafiante se livrou e, quando a campeã se virava para ela, recebeu um violento chute alto e desabou. O árbitro Herb Dean ainda esperou "Rowdy" levar outros golpes para ter certeza de que a vitória era mesmo da "zebra".