quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

MOSSORÓ-RN: Assassino diz que matou Antônio Augusto por rixa familiar, não para roubar


Agentes da Delegacia Especializada em Furtos e Roubos e da Delegacia de Homicídios, prenderam Leonan Marques da Silva, de 24 anos de idade, acusado pela morte de Antônio Augusto Neto, no dia 23 de janeiro, na Avenida Alberto Maranhão no bairro Bom Jardim. Lembra?


Ele foi preso em casa na Rua José Mendes da Silva no bairro Costa e Silva, na manhã de hoje, 02 de fevereiro de 2016. 

A morte de Antonio Augusto, que trabalhava como Auxiliar de Serviços Gerais numa empresa que presta serviços ao Banco do Brasil, foi anunciada como crime de latrocínio, "Roubo seguido de morte", mas Leonan disse que só pegou a motocicleta da vítima, para fugir do local, com medo da reação da população. 

Leonan confessa que matou Antônio Augusto, como forma de vingar um espancamento sofrido pelo seu padrasto, no ano de 2007 na Estação das Artes. Ele disse que na época do ocorrido, era menor de idade e desde de então que procurava uma oportunidade para matar Antônio. 

A versão de vingança dada pelo acusado ou crime de latrocínio, por causa do roubo da moto, só a justiça vai determinar, depois de ouvir testemunhas do caso. Se houver. 

O acusado disse que permaneceu o tempo todo em casa, com saídas rápidas, mas alguém o denunciou e na manhã de hoje, os agentes cercaram todo o quarteirão e conseguiram prendê-lo. 

A polícia tenta um mandado de prisão e se a justiça não conceder, mesmo confessando o crime, Leonan Mendes da Silva, será colocado em liberdade a qualquer momento. 

Todas as informações publicadas aqui, “No Câmera” estão gravadas com áudio e vídeo, com autorização do acusado.

*OCâmera: