quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Ceará teve uma terça-feira marcada por acidentes graves nas estradas.

undefined

A terça-feira (8) foi marcada por vários acidentes de trânsito ocorridos em rodovias estaduais e federais que cortam o Ceará. Ao menos, três pessoas morreram e outras cinco ficaram feridas, algumas em estado considerado grave. Entre os mortos, um soldado do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBM) e uma mulher de 67 anos.

O primeiro acidente aconteceu no começo da manhã, na rodovia estadual CE-060, no Distrito de Cantagalo, no limite entre os Municípios de Acarape e Barreira (a 61Km de Fortaleza), onde uma colisão frontal de dois automóveis de passeio deixou um morto e dois feridos.

A vítima fatal foi um taxista da cidade de Barreira, que morreu preso nas ferragens de seu veículo de trabalho. O carro foi atirado para fora da estrada depois da colisão frontal, ficando completamente destruído. A Polícia não revelou a identidade do morto.


Outros

Ainda no período da manhã, outro acidente com morte ocorreu na BR-116, na altura do quilômetro 320, em Jaguaribe, no trevo de acesso ao Município de Pereiro, quando uma caminhonete modelo S-10, de placas PMJ-8384 (CE) colidiu com uma motocicleta modelo CG-150 pilotada por Francisco Alves da Silva. Ele sofreu fratura numa das pernas. Já a garupeira teve morte instantânea. Tratava-se de Irene Ferreira Góes, 57 anos, natural de Jucás (CE).
E no começo da tarde, um acidente deixou um bombeiro militar morto e dois colegas de farda feridos. O desastre aconteceu na BR-222, altura do quilômetro 61, no Distrito de Croatá, em São Gonçalo do Amarante, Município pertencente à Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

Uma colisão frontal de um veículo de passeio com um caminhão, resultou na morte do soldado BM Edson Filho, e ferimentos em outros dois militares. Os três chegaram a ser socorridos em uma ambulância da Polícia Rodoviária Federal (PRF) para o Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro), mas o primeiro militar não resistiu.  Eles retornavam para a Capital procedentes do Município de Itapipoca (a 125Km de Fortaleza), onde eram destacados no quartel local do CBM.

FONTE: ALTO SANTO É NOTICIAS