domingo, 13 de novembro de 2016

mma Romero nocauteia Weidman com joelhada violenta e pede pelo título


Cubano faz desafio a Michael Bisping, campeão dos médios, que estava na arena, após vencer "All American" por nocaute técnico aos 24s do round final, pelo UFC 205

Por Direto de Nova York, EUA
Yoel Romero Chris Weidman UFC 205 (Foto: Jason Silva)O duelo que deve definir o próximo desafiante ao cinturão de Michael Bisping acabou com uma vitória incontestável de Yoel Romero. O “Soldado de Deus” lutou de forma inteligente e conseguiu nocautear Chris Weidman aos 24 segundos do terceiro round, depois de conectar uma joelhada voadora que explodiu na têmpora do americano.

Yoel Romero Chris Weidman UFC 205 (Foto: Jason Silva)
- Deus é grande. Tenho treinado muito. Não importa o que eu já passei na vida, ou o que vou passar, eu continuo adiante e Deus vai me dar o cinturão - declarou o cubano, que foi surpreendido por Michael Bisping. O campeão peso-médio trabalhava na transmissão americana e se levantou imediatamente ao final do combate, mostrando o dedo do meio e fazendo gestos obscenos enquanto Romero fazia a sua entrevista pós-luta ainda dentro do octógono.

A vitória do atleta da American Top Team veio depois de uma luta estudada entre dois wrestlers que sabiam exatamente o perigo que traziam um ao outro. O início do primeiro round foi de bastante estudo, e foi Weidman o primeiro a arriscar, conectando um chute baixo. Com o apoio da torcida, o “All-American" tentou não dar espaço para o cubano se achar no octógono. Acertou um bom chute na linha de cintura, depois tentou entrar no double leg, mas viu à sua frente uma muralha.
Yoel Romero acertou joelhada voadora em Chris Weidman, e levou americano ao solo (Foto: Jason Silva)


Weidman tentou nova queda, mas Yoel se levantou rapidamente. Os lutadores se embolaram no centro do octógono e o cubano conseguiu escapar. Weidman buscou encurtar a distância, testando o adversário com chutes baixos. De guarda alta, o cubano se defendia sem se deixar abalar. O americano, então, fez que ia entrar nas pernas e fintou, acertando um chute alto, mas Romero se defendeu com um bom cruzado. Ele ainda esboçou um superman punch, que passou no vazio, mas acabou o round se defendendo dos chutes poderosos de Chris.

No segundo assalto, Romero conectou um jab, mas Weidman respondeu com um chute potente na linha de cintura. O americano, que continuava andando para frente, acertou um bom direto e completou com uma joelhada no nariz do americano, enfiando acidentalmente o dedo no olho do cubano, que reclamou. A luta foi paralisada por alguns instantes, mas voltou com Romero desferindo um chute na costela do americano. Esperto, Weidman segurou a perna do adversário, que depois conseguiu a queda. O americano se levantou rápido, mas Yoel encerrou o round pressionando muito e conseguindo nova queda. 
Chris Weidman UFC 205 (Foto: Jason Silva)Chris Weidman ficou desolado após o nocaute sofrido para Weidman no UFC 205 (Foto: Jason Silva)


O embate chegaria ao fim no início do terceiro round. Weidman desferiu um chute na linha de cintura do adversário, que respondeu com uma joelhada voadora. O americano pareceu ter feito um movimento involuntário, mas ao se abaixar para tentar se defender, acabou recebendo o golpe de encontro e a joelhada conectou em sua têmpora, levando-o ao chão. O cubano ainda completou o serviço com alguns socos, até ser interrompido pelo árbitro Mário Yamasaki, que encerrou o duelo aos 24 segundos do assalto. Ao perceber que havia conseguido derrotar o segundo colocado no ranking peso-médio, Romero pulou a grade do octógono e comemorou marchando como um verdadeiro “Soldado de Deus”.

Com a vitória deste sábado, Romero chega a 13 vitórias e uma derrota na carreira e deve ser o próximo desafiante ao cinturão da divisão. Apesar de não perder desde abril de 2013, o cubano foi pego no doping após a luta contra Ronaldo Jacaré, no UFC 194, em dezembro, a qual venceu por decisão dividida. No entanto, cumpriu pena de apenas seis meses depois que conseguiu comprovar que ingeriu um suplemento contaminado.

Já Weidman amarga a segunda derrota seguida da carreira. O ex-campeão dos médios vinha de derrota para Luke Rockhold em dezembro, no UFC 194, que pôs fim à sua invencibilidade de 13 lutas até então.
UFC 20512 de novembro, em Nova York (EUA)
CARD PRINCIPALConor McGregor venceu Eddie Alvarez por nocaute aos 3m04s do R2
Tyron Woodley x Stephen Thompson foi declarada empate majoritário (47-47, 47-47 e 48-47)
Joanna Jedrzejczyk venceu Karolina Kowalkiewicz por decisão unânime (triplo 49-46)
Raquel Pennington venceu Miesha Tate por decisão unânime (29-28, 30-27 e 30-27)
CARD PRELIMINARFrankie Edgar venceu Jeremy Stephens por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)
Khabib Nurmagomedov venceu Michael Johnson por finalização aos 2m31s do R3
Tim Boetsch venceu Rafael Natal por nocaute técnico aos 3m22s do R1
Vicente Luque venceu Belal Muhammad por nocaute aos 1m19s do R1
Jim Miller venceu Thiago Pitbull por decisão unânime (30-27, 29-28 e 30-27)
Liz Carmouche venceu Katlyn Chookagian por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28