sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Rapaz é preso em rodovia de MS com arsenal que seria entregue na capital



Ele estava com 8 fuzis, 3 pistolas e 3.850 munições, segundo a PRF.
Flagrante foi na quinta-feira, na BR-262, em Miranda.

Do G1 MS, com informações da TV Morena
Arsenal apreendido pela PRF em Miranda (Foto: PRF/ Divulgação)Arsenal apreendido pela PRF em Miranda (Foto: PRF/ Divulgação)
Um rapaz de 28 anos foi preso na quinta-feira (3) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-262, em Miranda, a 195 quilômetros de Campo Grande, com um verdadeiro arsenal.  Ele estava com oito fuzis, três pistolas 9 milímetros e 3.850 munições de diversos calibres e carregadores para armas automáticas. Tudo de uso exclusivo das forças de segurança.

Durante a abordagem, os policiais desconfiaram que pudesse haver fundo falso no veículo que ele dirigia, de placas de Goiânia, e após horas de trabalho com ajuda de mecânicos, o compartimento foi aberto e o arsenal encontrado.

O motorista foi preso e apresentado na Delegacia da Polícia Civil de Miranda.Todo armamento foi apreendido sob proteção e guarda especial. Somente em 2016, a PRF já apreendeu em Mato Grosso do Sul 6 mil munições e 53 armas.
De acordo com a PRF, o suspeito disse, sem detalhes, que pegou o veículo perto da rodoviária de Corumbá, na região de fronteira com a Bolívia, já preparado, e levaria para a capital sul-mato-grossense.

Conforme a PRF, o armamento estava desmontado em dezenas de partes e foram necessárias várias horas para que os modelos e os calibres pudessem ser identificados.

A quantidade de munições surpreendeu os policiais: 450 de calibre 9mm; 745 de calibre 352; 2190 de calibre 556; 460 de calibre 762; 55 carregadores, sendo 9 de pistola, 5 de fuzil, 38 de carabina e 3 de marcas desconhecidas.

Segundo a PRF, a utilização de armas de calibre proibido está relacionada a assaltos a bancos, carros fortes e enfrentamento às polícias.
Tráfico internacional de armas
Conforme o Estatuto do Desarmamento, o crime da entrada de armamento sem autorização é de reclusão de 4 a 8 anos, mas no caso de o armamento, acessório ou munição ser de uso proibido a pena é aumentada da metade.