terça-feira, 3 de janeiro de 2017

PRESOS ENVOLVIDOS EM REBELIÃO EM MANAUS PODEM SER TRANSFERIDOS PARA PRESÍDIO FEDERAL DE MOSSORÓ-RN



Foto/Internet
Alguns dos presos envolvidos na rebelião que deixou 60 detentos mortos no Complexo Anísio Jobim, em Manaus,(Relembre) segundo no país em número de mortos no sistema prisional, atrás apenas do Massacre do Carandiru, em 1992, quando 111 presos foram mortos pela polícia,podem ser transferidos para o presídio federal de Mossoró, nos próximos dias, assim como para as unidades federais de Catanduvas (PR), Campo Grande (MS) e Porto Velho (RO). 
A informação, divulgada pela revista Época, é de que o governo federal deverá propor ao governo do Amazonas a transferência dos presos para as penitenciárias federais. 
Estima-se que haja mais de 300 vagas nos presídios federais do país, entre eles o de Mossoró, no Rio Grande do Norte. 
Antes de fazer a proposta ao governador do Amazonas, José Melo, o ministro da Justiça, Alexandre Moraes, espera receber um diagnóstico completo da situação no presídio de Manaus. 
O propósito da transferência é separar presos de diferentes facções criminosas.